segunda-feira, 21 de agosto de 2017

"ECLIPSE  SOLAR  DA  LUA NOVA EM LEÃO, EM 21 DE AGOSTO, 2017: 



RECONHECER SUA REALEZA DIVINA" 



Bênçãos, meus amados,

Estamos finalmente nos aproximando de nosso Novo Espaço Dimensional/Linha do Tempo, mais elevado, em que alguns de nós vimos transitando, nos ancorando e habitando durante algum tempo. Neste momento único na Criação, conforme vocês já podem saber, somos o foco para muitas civilizações e seres não-físicos, que vêm nos assistindo neste salto quântico, e outros que estão ainda tentando submeter, manipular e controlar o nosso Planeta.


Neste momento, as forças da luz e as forças da escuridão estão disputando o controle do Planeta. Todos nós sabemos que, na verdade, a escolha está em nosso íntimo, para finalmente concluir eons de manipulação e controle energético. A escolha também é sua para se unir com uma força ou outra, porque foi exatamente o livre arbítrio que nos trouxe até este momento de bifurcação.


O eclipse solar da Lua Nova, no crítico grau 28 de Leão, será o catalisador para que todos possamos escolher: seja continuar promovendo o velho, seja avançar para novos horizontes. Esse eclipse agirá como o que desperta a consciência, algo essencial para o coletivo, principalmente para aqueles que decidiram acessar uma oitava mais elevada. Essas ondas ardentes despertarão a nova consciência, queimarão o velho, e se formos alinhados com sua frequência, poderemos trabalhar na autotransformação, por alquimia interna – obtendo a purificação necessária para o lugar aonde vamos.


No período do eclipse, temos forças opostas nos céus. Porque, sem oposição, nunca poderíamos experimentar todos os aspectos do que somos e do que não somos. Por um lado, temos a Lua em Leão, que diz respeito à capacitação própria e ao acolhimento do aspecto individualizado da Criação, que nós somos.


Leão é um signo muito corajoso, que se ama e se comporta como o ser soberano e capacitado que é, visto que nunca se esquece do seu verdadeiro potencial e de sua herança divina. Os leoninos se mantêm firmes nas próprias crenças, honrando-se e amando-se e a sua verdade acima de tudo. Uma vez que Leão também rege o coração, é uma oportunidade para que possamos ir além do nosso senso limitado do eu, para o nosso Coração Superior, onde constataremos a sensação de unidade com o Todo.


Por outro lado, temos Aquário em oposição à Lua em Leão. Os aquarianos são humanitários, que estão a serviço não apenas de si mesmo, mas da humanidade. Nosso poder e força interiores podem ser direcionadas para ajudar o Todo, ao mesmo tempo em que podemos ainda preservar o nosso aspecto que é livre e único, vivenciando um aspecto individualizado da Fonte, na Criação. Assim, o nosso desafio é transcender o eu humano egoico para encontrar a Unicidade – sem perder nosso poder e capacidade de discernimento.


Além disso, temos também um grande trígono de fogo, formado pelo Sol, Lua, Marte e o Nodo Norte em Leão; Saturno em Sagitário e Urano em Áries. Não somente temos as bênçãos das forças de luz trabalhando a nosso favor, como também as forças criativas que, com este grande trígono, estão nos mostrando de onde vêm a verdadeira criatividade, inovação e expansão. Um espaço interno de amor a si mesmos e ao Todo. Pois Leão nos faz lembrar de que é essencial permanecer firmes em nossa verdade. Por outro lado, o Nodo Norte, que representa o futuro, é uma confirmação do lugar para onde estamos indo, para um novo espaço de consciência mais elevada, cujas frequências já estão sendo fortemente sentidas/integradas.


Para mim, a essência oposta desse eclipse, por estar no grau crítico de Leão, e como a frequência oposta do Sol em Aquário, juntamente àquele que desperta, Urano, em um trígono exato com o eclipse, será fundamental para um despertar planetário em massa. Porque é nesse momento que cada vez mais almas estão começando a reconhecer-se como Mestres, Curadores e Seres Soberanos da própria experiência de vida e, portanto, deixando para trás uma velha era de escravidão mental e emocional.


Lembrem-se, amados, a liberação é feita diariamente, isso não é fácil, porque é desafiador terminar com eons de manipulação e controle mentais, principalmente em nossas células corpóreas e no plano emocional. Isso não é processo para um único dia. Transformem-se em seus cuidadores e tenham compaixão por si mesmos, conheçam-se e ao seu corpo, saibam do que precisam a cada momento para se curar, se rejuvenescer e se acolher. Não se trata de uma corrida, mas apenas com o desejo de evoluir, isso não ocorrerá, porque o trabalho interno deve ser feito continuamente, uma vez que estamos mudando sempre, e, portanto, acolhendo uma frequência nova e mais elevada.




Em um nível físico, algumas das muitas sensações provocadas por nosso processo de integração são: palpitações cardíacas, ansiedade, estresse e até “depressão”. Se não são assuntos médicos, isso está solicitando-lhes que destruam tudo que ainda os mantém temerosos e que vocês não estão deixando vir à tona. Esses sentimentos ocultos estão enterrados tão profundamente em seu subconsciente e no plano emocional, que vocês terão que trazê-los à luz para poder enfrentá-los e desfazê-los.

Problemas estomacais são uma indicação de liberação celular. As ativações da glândula pineal são frequentes neste período também, porque vamos receber muitas revelações para a nossa jornada, assim como para ajudar os outros. Se vocês estão experimentando uma mudança interna, que é semelhante à reprogramação de si mesmos ou ao trabalho de purificação, então, devem observar como os seus sentidos superiores/chacras não estão fechados, mas trabalhando de modo diferente. Deixem-nos estar e façam o seu trabalho interno, eles também estão se ajustando a uma frequência mais elevada, desconhecida do seu eu inferior até este momento.


As sensações físicas não são fáceis de se compartilhar, em um nível geral, porque vocês são únicos, e vão saber quais os aspectos de si mesmos que precisam ser liberados. Vai variar dependendo do papel exclusivo de sua alma. Eu estou segura de que neste momento do seu caminho ascensional, vocês acolheram suas sombras, se familiarizaram com elas, e em vez de temer confrontar o desconhecido, acolheram-no com coragem, compaixão e com o amor que vocês são, que em lugar de separar e julgar, reúne Todos.



Em uma visão planetária, a grande cruz, que ocorre no momento do eclipse, entre Áries, Urano, Vênus, quadratura de Plutão e Júpiter vai se concentrar nos governos e no modo como eles utilizam o seu poder. Isso pode produzir uma crise no coletivo, mas isso é o que vai desencadear a mudança necessária para uma mudança em massa, que poderia ficar oculta pelos eventos negativos. Novamente, esse é o caos necessário que o Universo utiliza para criar novamente.



Visto que esse eclipse ocorre na estrela fixa, Regulus, no coração de Leão, somos convidados a nos perguntar se estamos colocando o nosso poder, permanecendo firmes nele e curando, criando os desejos de nossa alma e ajudando altruisticamente os demais, ou se estamos distribuindo-o, tornando-nos seres impotentes regidos pelas circunstâncias exteriores.


Vocês são seres independentes, íntegros e corajosos que assumem plena responsabilidade por tudo aquilo que criam? Ou vocês ainda colocam a sua responsabilidade nos outros? Vocês sabem de onde se origina a verdadeira realeza? Um espaço de união total com o nosso aspecto mais elevado de onde agimos todas as vezes? Vocês estão firmes em suas crenças e as compartilham? Ou vocês as ocultam de si mesmos com as muitas máscaras que o seu eu inferior manifestou – durante todos os seus anos como humanos – devido aos temores e a muitas outras formas de ilusão?


Vocês não se arriscam? Ou optam por novos horizontes, demonstrando aonde quer que vão e a todos que vocês tocam quem realmente vocês são, mantendo-se firmes naquilo que os tornam únicos? E a pergunta mais importante: Como vocês se comportam com aqueles que o seu eu inferior acredita que os magoaram? Como vocês os tratam?


Como vocês reagem ou não, demonstra se permanecem em seu poder. Um ser soberano não reagirá, nem se afastará, nem responderá de qualquer maneira. Por quê? Porque se lembra de que só se caminha na verdade, integridade e auto capacitação, quando a pessoa simplesmente governa o próprio ser e poder, e, portanto, desfaz qualquer coisa que não esteja vibrando no mesmo nível. Vocês se mantêm firmes nos seus? Ou vocês ainda escolhem envolver-se com as frequências inferiores?


A verdadeira realeza divina provém da lembrança de nossa Essência Divina interna, não da violência, nem da crença de que somos melhores ou superiores aos demais. Sentir-se régios é quando se percebe que pertencemos à consciência superior e que se isso ocorre, Todos pertencem também, portanto, vocês também os veem como seres poderosos e não como seres inconscientes sem esperança. Quando isso acontece, o seu ego os tocou novamente. E vocês devem começar a reprogramar-se de novo, porque a nossa mente é como uma máquina, e é somente por nos reprogramar continuamente que podemos nos libertar das antigas crenças.


Anjos disfarçados caminham entre nós. Nunca houve em nosso Planeta uma época em que fôssemos ajudados por tantos Seres de Luz, invisíveis aos olhos humanos, na maioria das vezes, mas Presenças muito reais cuidando de nós, vigiando o nosso caminho ascensional e nos ajudando em tudo que podem neste domínio livre.


Sua tarefa é integrar essas energias, que queimam, desfazem o velho e os ajudam a começar novamente. A sua missão não é pedir perdão, nem confiar em forças externas, pessoas ou circunstâncias. Seu principal objetivo é SER e transmutar o que vocês sentem que não os está servindo mais.


Vocês não estão aqui para simplesmente pedir às forças superiores e aguardar. Vocês foram colocados aqui para se lembrar, ajudar, permanecer firmes em seu divino poder e na verdade que vocês são, e criar qualquer coisa que desejem experimentar. Quando uma de suas criações não funciona, então, realinhem-se com o verdadeiro desejo de sua alma e tentem novamente. Pois sabemos que vocês são os únicos responsáveis por ressoar ou não.


Este momento, como não há outro na verdade, lhes está sendo oferecido para que se honrem, vejam tudo por onde andaram e o que conseguiram. Este não é um momento para se sentir incapazes de evoluir, confiar no externo, lamentar todos que os deixaram, porque estavam lhes fazendo um favor, acreditem ou não. Este é um momento único na Criação, dado a vocês para que o acolham, o absorvam e o acessem com plena responsabilidade. Vocês temem isso? Ou finalmente acolherão um Caminho Superior de existir, embora não lhes seja familiar?



A cada momento nos é dada uma dádiva preciosa para despertar, evoluir, curar e ver com clareza o que precisamos para a nossa jornada. Vocês têm um momento especial em suas mãos, para deixar de prestar atenção em quem vocês não são mais, liberar seu antigo eu e acolher um verdadeiro e não recordado self. Vocês não estão deixando nada para trás, porque vocês estão acessando um caminho unificado, onde todos são Um.


Todavia, acolher e agradecer as bênçãos de ser um aspecto individualizado da Fonte, encarnado como X, é maravilhoso e necessário, enquanto continuamos a escalar esta eterna experiência evolutiva. Aproveitem-na, respeitem quem vocês são, porque se trata de Deus vivendo por seu intermédio. Permitam-se experimentar uma jornada de expansão e autodescoberta infinitas.


Porque, quando vocês enviam ao Universo a sua pura intenção para fazer isso, novas portas se abrem para que escolham uma. Novas linhas do tempo, que eram invisíveis antes para vocês, estarão à disposição, e, com isso, a oportunidade de experimentar uma nova jornada repleta de muitas revelações que os conduzirão, passo a passo, para o lugar a que estiverem destinados.


Não é um momento para que se preocupem com quem estará lá para vocês ou não, isso não lhes diz respeito, refere-se a uma Vontade Superior, e tudo o que vocês precisam é confiar no divino e ter um desejo de abrir o seu coração para vivenciar tudo o que o seu Eu Unificado preparou para vocês. Os portais estão se abrindo à medida que chegamos mais perto do espaço da quinta dimensão, em que iremos habitar. Interiorizem-se, comuniquem-se com a sua alma, libertem-se de todos os temores e escolham a sua porta/linha do tempo.


Que vocês sempre possam habitar na Presença Iluminada da sua Alma, meus amados, onde a clareza, a paz e o amor infinito estão sempre lá para que vocês os acolham. Feliz eclipse!


Com amor e luz infinitos.


Autor:Natalia Alba.


Tradução: Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com










sexta-feira, 5 de maio de 2017

Significado de Namastê.....



Namastê é o cumprimento em sânscrito que literalmente significa "curvo-me perante a ti" e é a forma mais digna de cumprimento de um ser humano para outro. O gesto expressa um grande sentimento de respeito, invoca a percepção de que todos indivíduos compartilham da mesma essência, da mesma energia, do mesmo universo, portanto o termo e a ação possuem uma força pacificadora muito intensa. ....Nós os wicanos e bruxos usamos muito esse termo!


O que é Namastê:

Namastê é um cumprimento e saudação típico do sul da Ásia, que significa “eu saúdo a você”, na tradução para o português.

Este termo utiliza-se principalmente na Índia e no Nepal por hindus, sikhs, jainistas e budistas. Nas culturas indianas e nepalesas, a palavra é dita no início de uma comunicação e faz-se um gesto com as mãos dobradas, sem ser necessário falar algo.

A forma mais formal do namastê é conhecida como namaskar ou namaskaara, no entanto, todas as formas possuem um significado de extremo respeito.

Etimologicamente, namastê é uma palavra originária do sânscrito, que literalmente significa "curvo-me perante a ti" e é a forma mais digna de cumprimento de um ser humano para outro.

Em um sentido mais amplo, o namastê significa “o Deus que habita no meu coração, saúda o Deus que habita no seu coração”.

O gesto expressa um grande sentimento de respeito, invoca a percepção de que todos indivíduos compartilham da mesma essência, da mesma energia, do mesmo universo, portanto o termo e a ação possuem uma força pacificadora muito intensa.

Namastê também é muito utilizado na ioga, é algo que se diz ao instrutor, para demonstrar que o praticante é um criado.

Como saudação, namastê pode ser dito com as mãos juntas em frente ao tórax e com uma ligeira curvatura, para indicar profundo respeito, pode-se colocar as mãos em frente a testa, e no caso de reverência a um deus ou santidade, coloca-se a mão completamente acima da cabeça.

Em algumas partes da Índia (por exemplo, a área onde se fala a língua punjabe), namastê é usado não somente para cumprimentar Hindus, mas para todo mundo. 


sábado, 22 de abril de 2017

Hoje 22/04/2017 Dia da terra...Deusa Gaia...GAIA, A MÃE TERRA..

"Nós não herdamos a terra dos nossos antepassados, pedimos emprestada aos nossos filhos"
(Provérbio Índio)

Hoje (22 de Abril) comemora-se o Dia Mundial da TERRA.
O Dia da TERRA foi criado em 1970 quando o Senador norte-americano Gaylord Nelson convocou o primeiro protesto nacional contra a poluição. É festejado a 22 de Abril.

O Planeta TERRA está doente e é preciso que todos, no quotidiano, cuidemos dela. A TERRA é a nossa casa! E o que tem feito por ela?

Aqui fica um poema sobre o sofrimento da TERRA.

Cortar
Cortaram uma árvore
E a terra chorou
Cortaram outra árvore
E a terra chorou
E tantas árvores mais ...
E a terra chorou
Chorar tanto também cansa
Quem pode enxugar as lágrimas
Da terra cansada?
Nem as mãos de uma criança...

Matilde Rosa Araújo - As Fadas Verdes

quinta-feira, 29 de setembro de 2016


Deusa Circe, a Feiticeira.




Dizem os mitos e lendas gregas, que em alguma das montanhas da Europa, vive Circe, a Deusa Rainha das Feiticeiras, num lindo castelo protegido por leões e armadilhas mágicas. Poderosa e sedutora, Circe protege suas seguidoras e as feiticeiras que vivem em sua morada e parece não se preocupar muito com as disputas e problemas dos olímpicos, tanto é, que na mitologia são pequenas suas participações, mas citações a respeito dessa divindade são encontradas com maior frequência.
É comumente vista com uma trança cumprida que separa suas madeixas castanhas com tons avermelhados, onde traz certos fundamentos mágicos. Dessa forma, a maioria de suas sacerdotisas também usavam de tranças nos longos cabelos. Como a Deusa, suas representantes também não se misturavam com a sociedade da época e tão pouco eram vistas, diferente das bacantes (sacerdotisas de Dionísio) e das Pitonisas (sacerdotisas de Apolo). As filhas de Circe preferiam se dedicar aos mistérios da feitiçaria.

Circe rege os pós mágicos, filtros, poções e artes de sedução e envenenamentos. Sua VARINHA mágica transformava homens em animais, como aconteceu com os homens de Odisseu. Esses ao voltar da Guerra de Tróia, na fuga da fúria de Poseidon, pois o Deus pretendia exterminá-los por terem matado um de seus filhos, acabaram por parar, acidentalmente, no reino da feiticeira.
Com a exceção de Odisseu, que havia sido presenteado por Hermes com ervas de proteção, a feiticeira transformou todos em porcos. Mas Odisseu, também, não conseguiu fugir de seus encantos, pois apesar de ter conseguido que a Deusa trouxesse seus amigos de volta, apaixonou-se por ela e viveram juntos alguns anos de sua vida.
Circe é uma das Deusas mais misteriosas e sua energia, que é profunda e densa, é uma mistura de Afrodite e Hécate, a qual está intimamente ligada. Tão ligada, que muitos a confundiam com a própria senhora da magia, dos mistérios e da lua. Como age diretamente em cima de mudanças e grandes transformações, Circe é associada à lua nova.
Um ENCANTAMENTO já conhecido, mas com um toque de Circe:

Uma Escada dos Desejos



Você irá precisar de:

- um longo pedaço de barbante da cor correspondente à sua necessidade;
- nove sementes, castanhas, pedaços de madeira, flores secas ou ramos de ERVAS magicamente associados à sua necessidade;

- uma taça de vinho;

- uma VELA roxa.

Chame por Circe:

“Oh Deusa grega das diversas encantarias, te chamo neste instante para minha magia! Deusa das tranças, dos pós mágicos e da transformação, eu te invoco e peço sua atenção. Com o poder dos Céus, da TERRA e dos Mares, peço seu auxílio na escada dos desejos, pois a realização deles é o que almejo. Saudações e seja bem vinda, Circe, Deusa Feiticeira!”

Lembro que este é um modelo básico de invocação, você pode e deve complementá-lo com palavras do seu coração. Circe apoia a sinceridade e não se esqueça de falar de maneira intensa e gerando poder.

Em seguida, comece a trançar o pedaço de barbante, chamando pela presença da Deusa. Quando você sentir a presença dela bem forte, apanhe um pouco de ERVA ou do objeto o qual irá utilizar representando seu primeiro pedido e dê um nó ao seu redor com o barbante, tensionando-o e visualizando firmemente sua necessidade.

Repita o processo mais oito vezes até que o barbante tenha nove nós, cada qual contendo um pedaço de madeira ou uma flor. A seguir, leve o barbante ao AR livre, erga-o aos céus e diga:
“Escada de nós, escada do desejo, eu a confeccionei para atrair a mim as necessidades que possuo. Este é o meu desejo, que se faça o que almejo. Assim seja!”

Agradeça a presença de Circe e deixe uma taça de vinho e uma VELA roxa acesa em homenagem a ela em seu altar. Pendure a escada dos desejos num local importante da casa, ou enrole-a ao redor de um castiçal com uma VELA de cor apropriada. As escadas dos desejos não só são eficazes, como também altamente decorativas.


fonte do textowitchblue    Foto do google.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

A Evocação da Deusa

Tu que sussurras gentilmente ainda assim fortemente,
Tu a quem minha alma tanto busca,
Pela maioria dos homens tão raramente vista
Entretanto tu sempre reinas, como virgem, mãe, rainha,
Através do véu tu passas com orgulho
Enquanto eu aceno para que tu estejas agora ao meu lado,
Cerridwen!

Tu que sabes, tu que escondes
Tu que dás à luz, tu que sentes,
Pois tu és a deusa, e mãe para tudo.
Ores agora, venha enquanto eu clamo,
Agora através da neblina eu ouço tua voz
E te evoco mais graciosa deusa por escolha,
Cerridwen!

Tu que sofres enquanto todos os homens morrem
Faças com a vítima da mentira de amor dela,
Pois tu és a deusa, e anciã de desespero,
Para nosso fim contigo, devemos compartilhar,
Eu sinto tua paixão, e sinto tua presença
Eu desejo ser um com tua essência vital,
Cerridwen!

Eu rezo a ti dançarina de eterna alegria
Dês a mim teu maravilhoso beijo.
Deixes agora que tua luz, amor e poder
Descendam, tornem-se um, comigo neste momento,
Pois tu és a criadora do céu e da terra
Para minha alma e espírito tu deste a luz,
Cerridwen!

                                                           (Guia Prático da Wicca - Lady Sabrina)

Assim somos nós as Bruxas!
O fogo que me queima é o mesmo do intercrescimento o iniciático

Assim somos nós Bruxas, Bruxos, Sacerdotisas e Guardiões, desta Velha Religião!
"A imaginação é a chave da liberdade para essa prisão chamada realidade."
Thiago Aécio de Sousa
Magia é Navegar pelos Mistérios Fantásticos onde o sobrenatural desafia a nossa compreensão e a ciência. O mundo é como um barco perdido no meio de um enorme oceano, cheio de ilhas secretas e enigmas a serem desvendados.
Existem algumas situações em nossa existência em que nossa única alternativa é a aceitação!
Sim somos "senhoras do nosso destino", mas toda ação ativa gera uma reação e as vezes a reação não é exatamente o que esperamos ...
Ser chamado é ser destinado - destinado a cumprir um propósito essencial e significativo; destinado a empregar seu poder e práticas a sua religiãol. Mas diferentemente da "Sorte", o Destino requer sua participação consciente e voluntária. Contudo, cada dia representa uma outra chance de se esconder e ficar inativo; de negar seu chamado sagrado ou evitar as responsabilidades de sua missão. E, do mesmo modo, cada momento é decisivo - outra oportunidade de fazer a magia acontecer, de espalhar amor e realizar coisas boas... de cumprir nosso destino e viver plenamente nossa crença mágica.
Ser bruxa, bruxo, sacerdotisa e guardião é muito mais do que acender velas , incensos ou fazer rituais , ser o que somos , é um sacerdócio individual , é entregar-se de corpo e alma a essência é vibrar em conjunto com as forças da natureza e respeita-la em todas as suas manifestações. Pertencer a Velha Religião é reconhecer o seu próprio valor , é respeitar o próximo e seu livre arbítrio. É compreender que todos os nossos atos e gestos estão regidos pela lei triplice , portanto todo o bem ou mal que fizermos (principalmente usando a magia) retornarão para nós em triplo.
Somos pessoas muito estranhas , somos pessoas de coração desarmado, sem ódios e preconceitos baratos. Falamos com bichos e plantas, dançamos na chuva e nos alegramos com o sol. Cultuamos a Deusa e lhe fazemos celebrações. Falamos de amor com os olhos iluminados, como pares de lua cheia. Somos pessoas que erra e reconhece, cai e se levanta com a mesma energia dos grandes mares. Apanhamos e assimilamos os golpes, tirando lição dos erros e fazendo redentoras nossas lágrimas e sofrimentos. Amamos nossa missão sagrada e dividimos amor com a mesma serenidade com que dividimos o pão. Seguimos em busca de nossos sonhos, independente das raízes cravadas no caminho. Vemos o passado como referencial, o presente como luz e o futuro como meta.
Na Religião Antiga, "todos os atos de amor e prazer são rituais'. A sexualidade, como expressão direta da força vital, é percebida como sendo luminosa e sagrada. Ela pode se expressar livremente, desde que o princípio que a guie seja o amor.
Eu também honro as estações da vida dentro de minha jornada de vida- começos, crescimento, frutificação, colheitas, fins, descansos e recomeços. A Vida é um Círculo com
muitos ciclos. Com todo Fim vem um novo Começo. Dentro da Morte há a promessa de Renascimento.
Na minha Religião, a Terra é relacionada com o corpo físico e com as sensações.
A Água é relacionada com a alma e com as emoções e sentimentos.
O ar é relacionado com a mente e aos pensamentos e idéias.
O fogo é relacionado com o espírito e associado à consciência, a claridade, a inspirarão.
Redescobrir a Deusa ou o Deus interior é um processo mágico que nos ensina e nos mostra que essa divindade sempre esteve em nós , mas diante das dificuldades do dia-a-dia não conseguimos enxergar essa força que habita no íntimo de nosso ser e redescobrir e reconectar com esta força não é um processo complicado , ao contrário disto, é mais simples do que podemos imaginar. Não podemos negar o poder e a magia que existem nos rituais e nos elementos. A verdadeira e a maior magia é aquela aonde nós nos entregamos de corpo , mente e alma a uma verdade , a essa essência que existe em nós.

Quando nos damos a oportunidade de olhar para nós mesmos, nos damos a chance de conhecer as nossas reais motivações , os nossos desejos , os nossos medos e também percebemos a forma com que as nossas atitudes muitas vezes mascaram tudo aquilo que temos medo de assumir.
"Celebre-me sob a luz da lua cheia, nos campos, nas florestas, nos bosques e cavernas. Dancem e cantem em minha homenagem e os mistérios da arte eu lhes revelarei. O meu poder será o seu poder, a minha força será a sua força, o meu conhecimento será o seu conhecimento, pois eu sou a sua Mãe e vocês são meus filhos. Venham minhas crianças, retornem a mim no amor, pois é o amor a única lei, amor em liberdade e harmonia."
Assim somos nós Bruxas, Bruxos, Sacerdotisas e Guardiões, desta Velha Religião.
Fonte:3fasesdalua
Livro das Sombras ou Bos! Foto do google!

O Livro das Sombras é, essencialmente, o diário de um Bruxo, um diário mágico.
A origem desse Livro, remonta ao tempo das perseguições. Proibidas de compartilhar oralmente seus conhecimentos, as(os) Bruxas(os) da Idade Média, escreviam seus conhecimentos e feitiços, em um Livro que ficava escondido, por isso o termo "das Sombras", pela menção de que o Livro deveria ficar oculto a qualquer preço, sob seu dono ter contra si, provas incontestáveis de Bruxaria. Na Idade Média, esses Livros continham essencialmente Poções, Feitiços, Encantamentos, Filtros, enfim,

operações de magia não trazendo nada sobre a pessoa que o escreveu, além de talvez, seu Nome Mágico, por motivos que você pode imaginar.
Todas as tradições de ordem iniciática cobram de seus alunos a existência de um diário onde sejam anotados todos os procedimentos mágicos, fatos interessantes do dia-a-dia, aprimoramentos e coisas pertinentes à disciplina mágica.

Na tradição Wicca, esses dois aspectos foram fundidos num só recurso que recebe basicamente dois nomes, ou é chamado de Grimoire que quer dizer Livro de Encantamentos como na Idade Média, ou Livro das Sombras ( Book of Shadows - BoS) como o Livro que Gardner escreveu e que é usado nas tradiçoes Gardneriana e Alexandrina.

Um Livro das Sombras funciona como um Grande Diário. Nele o aprendiz e mesmo o(a) Bruxo(a) experiente anota os fatos de sua vida, referentes direta ou indiretamente com a Bruxaria, copia rituais, relata acontecimentos, escreve feitiços ou mesmo poesias. Ele serve como um Grande Avaliador do desenvolvimento mágico. Olhando as primeiras páginas, um Bruxo, pode avaliar a quanto evoluiu no estudo e prática da Arte, comparar suas opiniões atuais com as que tinha na época e assim fazer um grande balanço da sua vida na Magia.

Além disso, o hábito de escrever no seu Livro das Sombras, lhe traz a prática de um aspecto muito favorável - A DISCIPLINA - .Essa disciplina na qual você se obriga a escrever seja todo dia, seja 3 vezes por semana, ou seja apenas quando acontecer algo relevante, lhe confere um campo favorável no avanço do Treinamento Mágico, na medida que você tem, ( por vontade própria, lembre-se ) de escrever, você acaba tendo que fazer alguma coisa, assim o Livro funciona., como catalisador do processo de treinamento.

Se você pretende seguir o Caminho da Bruxaria, não deixe para depois a confecção do seu Bos, ele pode ser um instrumento valiosíssimo no futuro. Não faça como algumas pessoas, que só agora estão organizando o seu, e têm que se lembrarem de quase tudo o que aconteceu desde que começaram a se interessar pela Bruxaria, assim sendo, muita coisa pode ter sido esquecida, a ordem dos acontecimentos fica comprometida, e algumas coisas sutis do dia-adia, são sepultadas definitivamente no esquecimento...

Você pode começar, escrevendo um pequeno texto, explicando à você mesmo, o porque do seu interesse pela Bruxaria... Talvez, um dias, após você ter morrido, ou quando ficar com mais idade, alguém poderá ler o seu Livro e se interessar pelo assunto. ( Até que este parágrafo, é uma boa sugestão para o inicio de um filme sobre Bruxos(as) ehehehe!

Você pode separar o seu BoS em 3 seções, ou mesmo ter 3 Livros. Um Grimoire, onde você anotará só os Feitiços e Exercícios, outro com Poemas e anotações pessoais, do dia-a-dia, que efetivamente corresponderá ao seu Livro das Sombras, e outro ainda, com conhecimento de Herbalismo, Cristaloterapia, Incensoterapia, e assim por diante. Fica mais fácil de você ir direto ao que deseja consultar ou lembrar. Além disso você fará um Compendium de conhecimento sobre magia, na medida que terá à sua disposição um material confiável de consulta, avaliado por você mesmo, e condizente com o seu modo de fazer as coisas, ou seja personalizado.

Tradicionalmente, não se permite, que ninguém que não seja da Arte, toque no seu Livro, mas permite que outros Bruxos(as) leiam as partes que você autorizar, ou mesmo que copiem Encantos e Feitiços, para o seu próprio BoS, mas no entanto o Livro não pode ser emprestado. Ele é materialmente e intimamente seu, e de mais ninguém. Pessoas que passam mesma experiências podem descrevê-las de diversas formas, o que é natural e saudável.

Outro motivo para não deixar qualquer pessoa ler o seu Livro, é que ele reflete todo o nosso Mundo Mágico, o Mundo da Bruxaria, e algumas coisas podem chocar as pessoas incautas, ou mesmo fazer com que você caia em descrédito junto à comunidade ou a seus familiares, prejudicando a sua vida "normal".

Tradicionalmente, o Livro deveria ser um caderno normal, preto, escrito a mão e com folhas numeradas. Mas pode ser uma agenda, um fichário, o importante é que você o faça.
Alguns acham que ele deve ser escrito a mão, assim a energia do Livro seria mais trabalhada enquanto Livro Mágico, no entanto isso deve ficar à seu critério.
Disciplina é liberdade!!!

Um Livro das Sombras, muito conhecido como BOS (do inglês Book Of Shadows), é um diário usado por praticantes de magia ritual para registrar rituais, feitiços, e seus resultados, bem como outras informações mágicas. Tanto praticantes individuais quanto covens mantêm esse tipo de Livro.
Nele são inscritos invocações, receitas de poções, métodos de realização de rituais, contos sobre a mitologia, enfim. Tudo relacionado à Wicca e à Bruxaria.

Em algumas Tradições Wiccanas (por exemplo a Gardneriana), o Livro das Sombras é um texto contendo os rituais, práticas e a sabedoria daquela Tradição. É normalmente copiado à mão pelo praticante, a partir da cópia de seu(sua) iniciador(a). O material da Tradição não pode ser mudado, apesar de que algumas adições possam ser feitas. Alguns Wiccanos mantêm ainda um Livro das Sombras pessoal, além daquele de sua Tradição. O Livro das Sombras recebe esse nome porque seu conteúdo deve ser mantido a sombras das realidades desse mundo. É tradicionalmente de capa preta com um pentagrama prata ou dourado na capa, mas outras cores como verde, marrom e azul marinho podem ser utilizadas e outros símbolos cravados.

Em alguns casos, o Livro das Sombras pessoal de um praticante é um arquivo de computador, seja em disco seja na forma de um sítio web, mas a maioria dos praticantes de magia não aceita tal prática, considerando que o livro das sombras deve fazer parte do altar, tendo também seu valor mágico.
Muitos praticantes da Wicca se perguntam: Como posso fazer meu próprio Livro das Sombras? Basta um caderno/ livro/ fichário com muitas folhas. A capa pode ser enfeitada com símbolos mágicos e dentro do livro, podem ser guardados ervas e plantas protetoras. O livro assim como todos os outros instrumentos mágicos devem ser consagrados, assim protegendo o mesmo de olhares curiosos